sábado, 18 de dezembro de 2010

O inacessível chão
É minha lei, é minha questão
Virar esse mundo
Cravar esse chão
Não me importa saber
Se é terrível demais
Quantas guerras terei que vencer
Por um pouco de paz
E amanhã, se esse chão que eu beijei
For meu leito e perdão
Vou saber que valeu delirar
E morrer de paixão
E assim, seja lá como for
Vai ter fim a infinita aflição
E o mundo vai ver uma flor
Brotar do impossível chão.

Chico Buarque in "Sonho Impossível"

Um comentário:

  1. Lindo!!

    Um final de semana iluminado pra ti, amada
    Beijos =*

    ResponderExcluir